Julho está logo aí, e, neste momento, muita gente está programando as férias do meio do ano. Se você é do time que vai viajar, existe uma série de cuidados a ser tomada antes e durante este período. Para não deixar a empolgação virar um transtorno futuro, é importante se atentar a alguns cuidados básicos. Confira as dicas que o Blog BB preparou: 

1. Pacotes fakes 

As empresas percebem um crescimento na procura por pacotes de viagens no período antecedente às férias. Com o pacote completo, os turistas não precisam ficar buscando itens separados, e isso facilita a organização da viagem. Os criminosos se aproveitam disso e usam, como isca, promoções de falsos pacotes turísticos.  

Em geral, os golpistas se passam por grandes empresas e copiam o modo como elas se comunicam com os clientes para enganá-los. Ao acreditar que está em uma página real, por exemplo, a vítima compartilha dados pessoais e bancários, como o número do cartão, ou fazem pagamentos que serão perdidos. 

Antes de clicar em qualquer link ou fechar algum negócio, certifique-se de que a loja em que você está comprando é mesmo verídica. Se receber links com promoções ou descontos pelas redes sociais, não clique. Pesquise pelo site do estabelecimento e compre por lá. 

2. Passagens e acomodação  

A reserva de hotéis e passagens merece o mesmo cuidado. Promoções de diárias e passagens são práticas comuns. Mas é preciso ter cuidado com links recebidos por e-mail, SMS, redes sociais ou apps de mensagem.   

Reserve acomodações e voos apenas em páginas confiáveis. E, mesmo assim, faça isso só depois de ter a certeza de que o site é real, e não um clone de phishing que deseja roubar seus dados. Para checar isso de forma simples, basta olhar se o website tem o cadeado e o “s” do “https://”, e também buscar o nome do site na internet para verificar possíveis reclamações. 

3. Destinos internacionais 

Antes de iniciar sua viagem a destinos internacionais, verifique se o seu cartão está desbloqueado para o uso no exterior. O bloqueio é uma medida adotada pelo Banco do Brasil que aumenta a segurança das suas transações, evitando, assim, fraudes decorrentes da utilização indevida dos dados do seu cartão.

A habilitação pode ser feita pela internet, nos terminais de Autoatendimento BB ou pela Central de Relacionamento BB. Você é quem vai determinar o tempo que o cartão ficará com as funções liberadas para uso no exterior.

4. Proteja seu celular 

Em hotéis, é comum usar cofres para guardar objetos de valor. Mas o celular, provavelmente, continua com você em qualquer lugar. Por isso, antes de sair de casa, tenha a certeza de que o telefone está protegido. Use uma senha de bloqueio forte para o aparelho e os aplicativos mais importantes, como os financeiros. Saiba o IMEI do seu dispositivo (Identificação Internacional de Equipamento Móvel, em português), isto é, o número único global de identificação para celulares. Com o IMEI em mãos, você pode solicitar o bloqueio do seu aparelho à operadora caso perca ou seja roubado. Para saber seu IMEI, basta digitar *#06# no teclado da função telefone do seu celular, como se fosse realizar uma chamada. O código também pode ser encontrado na caixa do aparelho. 

Não guarde senhas e dados sensíveis no celular. Nunca armazene senhas no bloco de notas do aparelho ou em mensagens de aplicativos. Isso também vale para documentos pessoais e outras informações sensíveis que possam ser usadas por criminosos.  

5. Tem Wi-Fi aqui? 

Essa é a pergunta que as crianças sempre fazem quando chegam a um novo ambiente. Cuidado! Conectar-se a redes públicas ou desconhecidas pode significar abrir uma porta para golpistas capturarem seus dados sem você perceber. Para ter mais segurança na rua, use a rede contratada para o seu celular. 

6. Carregador portátil ou fonte de energia  

Não use USB para carregar seu celular. Caso precise, leve um carregador portátil ou use a fonte de energia. A conexão via USB, além da função de carregamento, permite a transferência de dados, e você nunca saberá se há algum aparelho conectado do outro lado querendo roubar seus dados. 

7. Redes sociais 

Há quem goste de viajar para se desconectar do mundo. Mas tem aqueles que gostam de compartilhar tudo o que acontece. Você precisa mesmo marcar a localização exata das férias? Postagens muito detalhadas da rotina de descanso, com dados pessoais e, até mesmo, a exposição de crianças e adolescentes, podem ser usadas por estranhos para diferentes finalidades. 

Limite o acesso de pessoas desconhecidas àquilo que você posta na internet. Basta modificar suas configurações de privacidade e manter seu perfil aberto apenas para familiares e amigos. 

Gostou deste conteúdo? Então continue ligado nos posts da editoria Segurança Digital, do Blog BB. Sempre tem informação atualizada e relevante por aqui.  

Leia também: 

Crianças de férias: o que fazer? 

Golpe do boleto falso: saiba como se proteger  

Como não cair nos golpes do WhatsApp  

Saiba como criar senhas seguras e evitar golpes  

Comentários:

Seu e-mail não vai aparecer no comentário.

Carregando Comentários...