ASG é a sigla para Ambiental, Social e Governança ou, como é conhecida internacionalmente, ESG (Environmental, Social and Governance). E você vai descobrir agora por que especialistas na área de investimentos acompanham esse tema com muita atenção.

Empresas que se preocupam com o meio ambiente atuam com responsabilidade social e buscam sempre melhorar suas práticas de governança. Assim, têm sido vistas com muito bons olhos. Os fundos baseados nos pilares da ASG são hoje referência no mercado de investimentos e ações. 

O atual contexto acelerou ainda mais a procura de grandes investidores institucionais por participações nessas empresas. De acordo com a própria B3, a Bolsa de Valores do Brasil, o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE B3) apresentou, desde a sua criação em 2005, rentabilidade de +294,73% contra +245,06% do Ibovespa – base de fechamento em 25/11/2020).

No mesmo período, o ISE B3 teve ainda menor volatilidade: 25,62% em relação a 28,10% do Ibovespa. Uma tendência que aponta para uma valorização contínua das empresas que se mostram preocupadas com a agenda ASG. 

Quem se importa vence

Lá no ano de 2004 , o Pacto Global, em parceria com o Banco Mundial, publicou um relatório que ficou conhecido como Who cares wins, para nós, Quem se importa vence. Um documento que reuniu inúmeras instituições financeiras em uma iniciativa voluntária que fornece diretrizes para a promoção do crescimento sustentável e da cidadania por meio de lideranças corporativas comprometidas e inovadoras. Resultado deste documento, surge a sigla ASG. 

A conclusão do relatório foi que sustentabilidade e mercado financeiro combinam, complementam-se e trazem melhores resultados para a sociedade. Além de olhar para o lucro, empresas passaram a enxergar uma demanda social que passa pela adoção de práticas sustentáveis. Hoje, no Brasil, as Lojas Renner, a BR Distribuidora e a Klabin são alguns exemplos que satisfazem os critérios estabelecidos. 

Para você poder acompanhar bem de perto quais empresas estão comprometidas com o tema – relação entre investimento e sustentabilidade – existem índices da nossa bolsa de valores, a B3, que funcionam como referência no tema, entre os quais, destacam-se:

Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE B3): como o próprio site da B3 – a nossa bolsa de valores – ressalta, este índice tem como objetivo “apoiar os investidores na tomada de decisão de investimento e induzir as empresas a adotarem as melhores práticas de sustentabilidade, uma vez que as práticas ASG contribuem para a perenidade dos negócios.” Fazem parte do índice 39 companhias (carteira 2021) listadas na Bolsa, analisadas sob os aspectos de sustentabilidade corporativa.

Índice de Ações com Governança Corporativa Diferenciada (IGC B3):  Neste índice, considera-se o grau de profissionalismo que uma empresa empenha em sua gestão. Em resumo, a governança corporativa.

⦁ Índice Carbono Eficiente – ICO2 B3: este índice foi criado em 2010, e seu principal objetivo é “ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil.” 

O Banco do Brasil é uma das companhias que se faz presente nos três índices acima. 

Interconexão Sustentável

Nesse sentido, de acordo com a ASG, cabe às empresas:

⦁ Compreender as tendências ambientais e sociais alinhadas às expectativas das pessoas. Quando se fala em meio ambiente, é abordada a atuação em temas como poluição do ar e da água, biodiversidade e desmatamento. 

⦁ A busca social da melhora na jornada dos clientes e garantir mais satisfação, proteção de dados e privacidade. Além disso, elas devem trabalhar para diversificar equipes, unir funcionários e estabelecer um relacionamento com a comunidade. 

⦁ Quanto à governança, as empresas devem fazer de responsabilidade do conselho, as práticas de contabilidade e divulgação, a estrutura de um comitê de auditoria com plena independência dos auditores, a remuneração de seus executivos e a gestão eficiente de temas como corrupção e suborno.

O relatório Quem se importa vence deixa claro que o caminho para alcançar os objetivos de sustentabilidade empresarial exige comprometimento. O Banco do Brasil é reconhecido mundialmente como um líder nessa questão, mostrando que é possível realizar essas tarefas em diferentes níveis, incluindo esforços individuais e colaborativos.

A Seleção BB ASG é um exemplo do engajamento do BB com tema. Nela, nossos especialistas indicam  quais são as ações das empresas mais alinhadas com as melhores práticas ambientais, sociais e de governança corporativa.

Comentários:

Seu e-mail não vai aparecer no comentário.

Carregando Comentários...