Já pensou em se desligar do trabalho e viajar por cidades desconhecidas, aprender outras culturas, experimentar novos sabores e, isso tudo, por um longo período de tempo?

Bom, se um dia isso já passou pela sua cabeça, você deve estar querendo tirar um ano sabático. 

.

Afinal, o que é ano sabático?

O termo sabático vem do hebraico e significa “libertação”. Refere-se a um ou mais dias da semana de descanso, como finais de semanas e feriados.

O ano sabático, ou gap year, em inglês, nada mais é do que essa pausa prolongada. Ou seja, acontece quando o profissional decide se afastar do trabalho por mais de 30 dias, ou mesmo pedir demissão, para investir seu tempo em projetos com que sempre sonhou.

O intervalo pode ser usado para uma reflexão sobre os caminhos que se quer seguir. Ou, simplesmente, para vivenciar novas rotinas, mesmo às vezes dedicando uma pequena parte do tempo a pequenos trabalhos.

Este modelo híbrido foi adotado pela jornalista e correntista do BB Priscila Lambert (47) e seu marido, o fotógrafo Paulino Menezes (60), que partiram à aventura acompanhados do seu cachorrinho, Paçoca.

.

Planejando o ano

Priscila e Paulino contam que, durante a pandemia, ambos perceberam a necessidade de estar mais perto dos familiares, além de sentirem vontade de vivenciar outro cotidiano. “Estávamos em busca de uma forma leve de viver, mais suave, com mais prazer”, diz ela.

Mas nada disso seria possível se não fizessem um bom planejamento financeiro.

Priscila explica: “tínhamos uma reserva financeira, que nos permitiria dar esse primeiro passo. Então, fizemos dois caixas: um com dinheiro para gastar durante um ano e outro, fruto de trabalhos extras, que está sendo guardado para o pós-viagem”.

Desse modo, o casal pôde partir tranquilo, pois se preparou tanto para o período sabático quanto para a volta à vida de antes. Ou ao menos à volta parcial, pois muitas pessoas não desejam mais um retorno integral aos hábitos antigos, depois de passar por uma experiência dessas.

.

Em busca do sol

O dia a dia do casal era bastante cansativo. As reuniões exaustivas, as cobranças pessoais e o consequente desejo de romper com a rotina de muitas horas diárias trabalhadas os levou a projetar uma nova vida, com mais tempo livre.

“A gente chegava no trabalho às 9 e saía depois das 19 horas. Nem eu e nem o Paulino conseguíamos ter um tempo pra nós, nem ao menos para ver o sol”, desabafa Priscila. 

Com essa vontade de mudança, o casal decidiu se preparar para a pausa. E não demorou a colocar o projeto em prática.

A viagem começou por São Paulo, em junho de 2021. De lá, pegaram o carro e seguiram até o Rio Grande do Sul. 

A partir daí, atravessaram o País até chegar a João Pessoa, parando no caminho para conhecer cidades, sabores, paisagens e, o mais interessante de tudo, pessoas e culturas novas.

Sempre acompanhados do companheiro Paçoca, o casal seguiu até a casa de um amigo, com vista para o mar. E ali se instalaram por um período,  como sempre sonharam, observando as ondas, com o pé na areia fina, descansando o corpo e a mente.

Em 2022, a saga continua. Em janeiro, o projeto é conhecer o sertão nordestino e sua rica produção cultural.

.

Ano sabático ≠ férias

Depois de alguns meses longe da rotina burocrática e cansativa, os resultados já são sentidos, como conta Priscila: “estamos menos estressados, menos cansados, vivendo com menos responsabilidades e aproveitando mais os prazeres da vida”.

Entretanto, ao contrário do que parece, Priscila afirma que esse período sabático não é considerado, por ela, como férias: “mesmo tendo essa reserva, que nos permite ficar sem salário fixo, eu me forcei a fazer alguns trabalhos extras, como uma forma de testar esse modelo, que pode se prolongar”.

O casal está feliz de poder vivenciar seus novos objetivos: passar tempo com a família, aproveitar melhor cada lugar visitado e trabalhar de acordo com o tempo previamente planejado.

.

As vantagens do ano sabático

Para muita gente, dar um tempo do cotidiano pode ser uma oportunidade para se tornar um profissional e uma pessoa melhor. Mas há muitos outros benefícios nesse respiro:

  • conhecer pessoas novas e suas culturas;
  • aumentar o autoconhecimento; 
  • descansar a mente e o corpo;
  • realizar sonhos;
  • aprender a tomar decisões;
  • viver histórias inesquecíveis;
  • aumentar a produtividade e a criatividade nos afazeres.

A lista é grande. E só sabe mesmo o que se pode tirar da experiência quem a viveu. Já pensou em fazer você mesmo a sua relação de benefícios, depois de vivenciar uma pausa dessas?

.

Seguindo a estrada

Priscila, Paulino e o cachorrinho Paçoca continuam na estrada, seguindo seus sonhos. E você pode acompanhar a aventura no perfil do casal no Instagram: @pepepes_naestrada.

Agora é com você: que tal sentar e refletir sobre seus objetivos, planejar as suas finanças, definir um roteiro e experimentar o caminho que você escolheu?

Para começar um planejamento financeiro, os clientes do Banco do Brasil contam com um grande aliado, na palma da mão: o Minhas Finanças, no app BB.

Com o Minhas FInanças, você pode acompanhar o seu orçamento mensal, de um jeito simples e visual. Assim, fica muito mais fácil entender como você gasta seu dinheiro e onde pode economizar.

E aqui você tem algumas sugestões de cidades incríveis para conhecer e, quem sabe, ser sua nova moradia por um período.  

E aí, partiu ano sabático? Viajar, estudar, experimentar uma nova forma de trabalhar, compartilha nos comentários qual o seu objetivo. O seu sonho também pode inspirar outras pessoas.   

Você também pode se interessar por:

Reserva de emergência: veja como criar a sua

Guia completo de como começar a investir

Comentários:

Seu e-mail não vai aparecer no comentário.

Carregando Comentários...